Dia mundial de oração pela santificação dos sacerdotes

O dia mundial de oração pela santificação dos sacerdotes é celebrado todos os anos na Solenidade do Sagrado Coração de Jesus

O Dia Mundial de Oração pela Santificação dos Sacerdotes é celebrado todos os anos na Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, que esse ano é comemorado no dia 19 de junho, convocado pelo Santo Padre por meio da Congregação para o Clero. Um dia para que cada fiel deposite no coração de Deus uma prece fervorosa pela santificação do sacerdote que cuida da sua comunidade. “Peçamos também sacerdotes santos, formados ‘segundo o
Sagrado Coração de Cristo’”, dizia São João Paulo II, o qual estabeleceu que este dia de oração seja realizado no dia do Coração de Jesus. Proposta pelo Papa São João Paulo II, em 1995, a Jornada (ou dia) Mundial de Oração pela Santificação dos Sacerdotes possui o intuito de promover um momento de paz, espiritualidade e recolhimento por parte dos sacerdotes, e de convocar todos os fiéis para o dia de oração por todo o clero do mundo, por sua santificação e resistência às provações e tentações.

 

Padre Marcos Antônio de Oliveira, Coordenador do Clero da Diocese de Umuarama, diz que essa data foi instituída no dia do Sagrado Coração de Jesus, porque Ele é o bom pastor e o Padre deve se identificar, estar em comunhão e em comunidade com o Sagrado Coração de Jesus, Pastor por excelência. “Rezar pelos Sacerdotes é necessário, pois o Padre segue a lógica do evangelho. É como uma sementinha de mostarda que cresce de modo invisível, mas ganha uma dimensão extraordinária ao ver o que ele pode tornar-se. O presbítero tem um poder extraordinário na Igreja e na comunidade, e seus frutos vai além das coisas humanas, mas também é um vaso de barro, que precisa continuamente ser consertado e modelado, e quem nos modela é a mão, o olhar e a misericórdia do Senhor.
O Padre precisa constantemente ser refeito, pela graça de Deus, o amor de Jesus e pela força do sacramento, por isso rezar pela vocação e perseverança do Presbítero. Os Sacerdotes devem ter o coração de Jesus, manso, compassivo e misericordioso, para que o seu rebanho possa olhar o Padre e perceber nele o bom pastor, a exemplo de Jesus,” conclui o coordenador do clero.
A Irmã Dirce Gomes da Silva, da Congregação de Cristo Pastor, é responsável pelo Serviço de Animação Vocacional (SAV), que tem como objetivo despertar uma cultura vocacional. É um serviço que envolve todas as pastorais e movimentos da Igreja. “O desafio maior, hoje, é criar essa cultura vocacional, pois nem sempre estamos preocupados com as vocações, aquela dedicação em rezar, buscar e conversar com os jovens. Temos por outro lado, também, os testemunhos dos nossos seminaristas e as nossas vocacionadas.
Precisamos ajudar os jovens a discernir a sua vocação, a escutar esse Deus que lhe fala ao coração”, destaca a Religiosa.
Irmã Dirce ainda explica que vocação é um chamado de Deus, e a pessoa escutando esse chamado se coloca a serviço, numa doação por meio do carisma de uma congregação, da Igreja ou de uma paróquia, que é o caso dos Padres Diocesanos. “Então, a partir desse trabalho de animação vocacional, vão também surgindo diversas vocações na Igreja, tanto aquela vivência primeira para sermos discípulos missionários de Jesus, como a vocação à santidade que todos somos chamados, as específicas, para ser um sacerdote, uma religiosa ou um(a) consagrado(a), e a vocação da família, por meio do sacramento do casamento. É uma infinidade de vocações que o Senhor chama, cada um vai entender onde Deus lhe quer chamar e para qual vocação. Portanto, vamos ajudar a nossa juventude a escutar o chamado do Senhor, que é um serviço de amor a Deus e ao seu Reino”, finaliza a Irmã.

Publicação: Katya Suzuki
Assessora de Comunicação Diocesana e PASCOM 
Fonte: Érica Bolonhezi
Jornalista Diocesana e PASCOM
Produção:Luiz Antoniassi
Designer Gráfico

Compartilhar: