Irmã Maria Vieira emite orientações para a Pastoral Catequética

Pois Deus diz na Escritura: ‘Eu escutei você no tempo favorável, e no dia da salvação. Vim em seu auxílio’. É agora o momento favorável. É agora o dia da salvação.” (2 Cor 6,2)

Estimados Coordenadores e Catequistas.

Diante da necessidade de isolamento social para nos protegermos nesta pandemia e para frutificar a catequese se faz necessário um trabalho em conjunto com os presbíteros, coordenação diocesana e paroquial, os catequistas e as famílias.
Para que a família exerça sua responsabilidade como educadora da fé, é preciso valorizar a missão dos pais na educação cristã dos filhos, a participação, a colaboração da família na catequese. (cf AS 130; cf CDC 793§1).Os presbíteros estimulem a vocação e a missão dos catequistas, ajudando-os a realizar o ministério catequético dentro das possibilidades em tempos de pandemias. O catequista na tarefa de auxiliar os pais para que eles continuem a acompanhar os seus filhos na caminhada catequética e que, nas famílias, se viva o domingo e dias santos como momento de celebração e oração em ambiente familiar, fomentando assim a comunhão espiritual, surge a importante questão: como continuar a catequese sem encontros presenciais? Em primeiro lugar, quero destacar que
não se trata de “Catequese on-line”, nem “Educação da Fé à distância”; trata-se de um momento especial em que podemos chegar aos catequizandos e suas famílias com breves reflexões, momentos de oração.

https://catequistasbrasil.com.br/suspender-a-catequese-por-causa-do-coronavirus.

Para isso segue algumas sugestões ou orientações: Usando a tecnologia a nosso favor.

COORDENAÇÃO PAROQUIAL:
-Trabalhar as formações com as catequistas por grupos através do google meet; ( vídeo conferência). Aos catequistas que, porventura, não tenham possibilidade de participar de vídeo conferência por falta de acesso ou de mídia, enviar sugestões de leitura para aprofundamento na formação. Se necessário, a coordenação paroquial poderá imprimir o material na Paróquia.
– Marcar com os catequistas horários em comum para rezar juntos, cada um na sua casa, fortalecendo a união e a espiritualidade grupal.

CATEQUISTAS COM OS PAIS:
– O catequista procure manter contato com os pais e ajudá-los na catequese de seus filhos;
– Trabalhar com os pais orientando e tirando dúvidas para que eles ajudem os filhos no uso da tecnologia
e acompanhem a caminhada do filho no dia do encontro virtual para que juntos façamos uma caminhada de unidade e comunhão.
– Estipular dia e horário fixo para realizar a catequese em casa, utilizando o manual de catequese, isso deve ser organizado em toda a paróquia para assegurar a unidade e evitar a dispersão dos catequizando e das famílias.
– Neste período as iniciativas adotadas não substituem o itinerário proposto na diocese e nem os materiais adotados e que os mesmos serão retomados quando for possível retornar aos encontros presenciais.
– Estimular os pais a preparar em casa, junto com os filhos, o ambiente orante para a catequese.
– Incentivar os pais a rezarem com seus filhos o texto bíblico do próximo encontro e no dia da catequese as crianças fazem a partilha com o catequista.
– Sugerir que a família do catequizando leia o Evangelho do domingo e acompanhe a missa transmitida pela mídia.

COM OS CATEQUIZANDOS:
– A indicação é que o catequista faça contato pelas redes sociais com os catequizandos: através do celular (WhatsApp, vídeo chamada), outros, num primeiro momento, manifestar seu carinho, perguntar como estão e o que estão fazendo em casa.
– Orientar que as crianças preparem em casa junto aos pais o ambiente orante para iniciar a catequese.
– Catequistas gravarem vídeos dos encontros do material da diocese e interagir com as crianças.
– O catequista pode realizar a catequese pelo whatsapp focando no tema do encontro e na leitura orante.
– Pode Trabalhar o tema do encontro com ilustrações e outros recursos lúdicos, sem perder de vista a comunhão com a família e o catequizando. Lembre que a catequese é familiar.
-O catequista envia uma a citação bíblica do encontro para os catequizandos realizarem a Leitura Orante e a construção de um desenho sobre o que eles entenderam e depois postam no Facebook da Paróquia;
– Sugerir filmes, músicas, (sugestões no site (www.catequesehoje.org.br). O catequista pode fazer pequenos comentários sobre o filme indicado naquela semana e “ouvir” o que os catequizandos entenderam para intervir. Os filmes indicados têm sempre uma mensagem cristã.

COMPROMISSO PARA O CATEQUIZANDO:
– Sugerir que o catequizando faça um gesto de solidariedade. (Familiares, idosos em casa), dedicar tempo a conversar com elas, dizendo palavras de carinho e expressando o quanto gostam dessa pessoa.
– Enviar mensagem de vídeo e/ou telefonar para quem está sozinho em casa (um idoso, um parente, um vizinho).
– Propor que o catequizando reze diariamente, pedindo a Deus paciência, fé e pelo fim da pandemia Tudo isto vai passar.

Caso estejam fazendo outras experiências positivas, compartilhar no grupo dos catequistas da Paróquia e no grupo dos coordenadores para ampliar e enriquecer o trabalho.

Ir. Maria Vieira Feitoza
Coordenação Diocesana de Catequese

 

Publicação: Katya Suzuki 
Assessora de Comunicação Diocesana e PASCOM 

Compartilhar: