Missionária da Diocese de Umuarama relata sua missão na África

Amanda Azevedo Doenea está em Missão na Cidade de Quebo desde junho

Amanda Azevedo Doenea, 24 anos, professora da Diocese de Umuarama-PR, que está em Missão no continente Africano, mais especificamente em Guiné-Bissau, na Cidade de Quebo, desde junho, contou como está sendo esse período. “O primeiro mês foi surreal, emocionante, desafiador e cheio de expectativas. É um novo mundo que se descortina diante de nossos olhos, tão acostumados com a nossa cultura, nossas pessoas, nossa casa, enfim. É outro continente, outro país, novos hábitos e modos de vida, tudo é diferente e, portanto, o primeiro aprendizado aqui foi a humildade. Humildade de reconhecer que em uma nova terra as únicas coisas que de fato você sabe, é o seu nome e de onde veio, e olhe lá”.

Ela continua e relata, “é muito positivo, porque nos tira da zona de conforto e nos abre ao aprendizado, motiva a querer entender como tudo funciona aqui, desde a língua, cultura das etnias, até as mais simples das brincadeiras das crianças”.

Amanda afirma que é uma experiência maravilhosa, principalmente quando se olha a base dela, a estrutura. Pois sem a fé e oração constantes, seria muito difícil conseguir permanecer. “A relação com Deus é muito mais providencial, muito mais íntima. E Deus sabe o quanto esse lugar despertou ainda mais gratidão em mim. E sou muito grata a Deus pela oportunidade de estar aqui, pela saúde, a capacidade de aprender, de me doar pelos novos amigos que já fiz e, principalmente, pela infinita providência de Deus que sustenta a vida das pessoas da Guiné. Como eles dizem aqui… ‘Deus, obrigada!’.”

Fonte: Érica Bolonhezi
Jornalista diocesana
Fotos: Amanda Azevedo Doenea
Missionária

Compartilhar:

Notícias Relacionadas

Nota de Condolências

7 de setembro de 2017