POESIA / Seminário de Mudanças Climáticas e Justiça Social

not_3102_4012_bd3e_450

Entre tantos caminhos a tomar,
Realmente eu não sabia qual,
Com um convite do meu pároco
Vim aqui participar.

Não sabia onde me encontrava,
Nem sabia o que aqui realmente fazia
Me vi em meio a tanta gente sábia
Constatei que também podia.

Vi um cara barbudo
Um tal de Ivo Poletto.
Que pessoa magistral!
Este era o cara, este era o tal?

Falava de um assunto
Que parecia incomum
Uma tal casa mundo
A nossa casa comum.

Quanta propriedade no falar,
Quanta sabedoria a saltitar.
Palavras apaixonadas
Num tom a me levar.

Depois vieram uns caras
Também muito bacanas.
Porém um tal Argentino,
Menino, cara sacana.

Mostrou-nos o mundo com suas imagens e gráficos
Quantos mapas estranhos
Porém a preocupação é tamanha.

Então encerra com uma pessoa que é dura na queda
Esta pessoa parecia a Maju
E está não é mole
É minha amiga Nicole

Obrigado.

Por Reginaldo Figueiredo – Paróquia São Francisco de Assis  – Umuarama.

Compartilhar:

Deixe um comentário

ver todos os comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados publicamente. *