Diocese de Umuarama sedia pela primeira vez encontro da Cáritas Paraná

O fórum de monitoramento das atividades aconteceu no Centro Diocesano de Formação.

Com a presença de representantes de todas as Dioceses do Paraná, Umuarama sedia pela primeira vez o fórum de monitoramento da Cáritas. Amauri Antonio Mossmann, Secretário Executivo Regional, explica o que é a entidade “ela é internacional, sua sede fica em Roma, e no Brasil estamos há 63 anos. A grande missão desde o início foi à organização e articulação das ações sociais da Igreja e esse também é o grande papel das entidades membro”.

Amauri continua e afirma, que a partir de cada realidade, a Cáritas busca organizar essa ação social na Diocese. “Outro ponto importante é estar indo ao encontro das pessoas, na qual ninguém olha. No Paraná a grande atuação é a organização de políticas públicas, para que o Governo atenda às necessidades dos excluídos e mais vulneráveis. Um pedido feito pelo Papa e pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) é a migração, o refúgio e a acolhida dos Venezuelanos”.

O secretário diz, que o encontro que acontece em Umuarama faz parte de um dos três momentos que ocorre durante o ano, o planejamento, monitoramento e avaliação. “Nessa etapa, do meio do ano, revisamos o que foi planejado, colocado em agenda e fazemos uma análise. Quais foram às atividades realizadas e o resultado delas”.

Maria Alves Benevenuto, Presidente da Cáritas Diocesana de Umuarama, explica a importância de receber um evento como esse “é muito bom, mostra que temos condições de acolher o Paraná e fortalece a caminhada junto com a Cáritas Brasil”.

“A organização, como o Papa fala, é amor em movimento. Nós acompanhamos projetos sociais da Diocese, vindo das paróquias. Atendemos os migrantes, ajudamos na documentação, nas primeiras necessidades básicas. Com o fundo da Cáritas, conseguimos colocar em prática esses projetos, desde que seja para ajudar o outro, tirar um pouco dessa situação de pobreza extrema. Nossa função é promover as pessoas e as famílias que estão em situações desfavoráveis, de risco”, conclui Maria.

Padre Sérgio Bertoti, da Diocese de Foz do Iguaçu e Presidente do Conselho Regional, conta que esse encontro é aberto para todas as Cáritas do Paraná. “Temos aproximadamente 18 Dioceses, e pelo menos 50% estão presentes, sendo dois representantes de cada uma delas, quatro pessoas do conselho e mais quatro da equipe do secretariado, totalizando aproximadamente 20 pessoas. O fórum aconteceu em Umuarama, com a intenção de descentralizar e para que todos possam conhecer a realidade do outro e o trabalho desenvolvido por cada um.”

Fonte e Fotos: Érica Bolonhezi
Jornalista diocesana

Compartilhar: