Diocese de Umuarama se posiciona contra no 14º Leilão da ANP no Rio de Janeiro

Como a primeira Diocese do mundo a se tornar de baixo carbono, a Diocese de Umuarama já se posicionou a favor dos desinvestimentos fósseis e a favor de culturas de preservações ambientais e ecológicas. A Diocese a partir da Laudato Si’ tem realizado ações para o cuidado com a casa comum, por isso estarmos participando do Leilão em parceria com a COESUS – Coalizão Não Fracking Brasil – e 350.org, é importante para garantir o desinvestimento em combustíveis fósseis que são fontes altamente poluentes. Nesta manhã de 27 de setembro, foi realizado no Rio de Janeiro o 14º Leilão de Terras para Extração de Petróleo e Gás, realizado pelo governo federal através da ANP (A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). A Diocese se posiciona contra a ação e, juntamente com a 350.org Brasil e outras instituições, realizam neste momento uma manifestação pacífica com um grupo de jovens e adultos de nossa região, juntamente com o Frei Bernardo Luz, secretário do setor juventude da Diocese que escreve abaixo:

 

“Deus em sua infinita bondade e gratuidade, nos deu a nossa “irmã” mãe terra e com ela toda a criação que nos ajuda a alimentar a viva esperança de uma vida plena para todos.  Diante desse cenário em que vemos leis sendo aprovadas e ações  que compromete nosso bem viver dentro de uma ecologia integral ganhando força, nós como Igreja Católica, assim como nos motiva nosso Papa Francisco em sua carta encíclica ‘Laudato sì’, assumimos uma postura de militância para dizer NÃO aos meios destruição e contaminação ambiental, dizemos NÃO a exploração de combustíveis fósseis, dizemos NÃO as ações destruidoras de nossa “Casa Comum”

Fomos convidados e aceitamos o desafio de peregrinar para o Rio de Janeiro para dar voz a JUVENTUDE Católica que quer “vida em abundância” (cf: Jo 10,10) com os direitos de terras produtivas e fértil, água fresca e limpa e ar limpo e saudável para respirarmos.

Não foi nada fácil levantar jovens e adultos que pudessem sair de suas atividades de meio de semana, pois trabalhos, estudos são importantes, mas graças a Deus encontramos uma juventude, homens e mulheres que não se conformam com as coisas e quer contribuir para um Mundo melhor e de fato uma Casa Comum que DEUS nos deixou para bem viver. Viemos em 25 pessoas, em sua maioria jovens advindos de algumas paroquiais da diocese ,jovens que se doam nas suas atividades paroquiais e também contribuem nas lutas e iniciativas por uma ecologia integral.

Querem nos enganar com falsos “progressos” e assim fazer um mal sem limites e curas, pois com a exploração irão injetar substâncias químicas com danos catastróficos.  Estamos na luta e como diz um canto profético : “Se calarem a voz dos profetas, as pedras falarão…”

“Louvado sejas, (laudato si) meu Senhor pela irmã, a Mãe Terra, que nos sustenta e governa e produz variados frutos com flores coloridas e verduras” (cântico do Irmão Sol – de São Francisco de Assis).”

 

 

 

Fonte: Diego Fernando Jacob
Assessor de Comunicação e Imprensa Diocesana
Com informações e fotos de
Frei Bernardo Luz
Franciscano do Coração Chagado de Jesus da Diocese de Umuarama
Secretário do Setor Diocesano da Juventude (SDJ)

Compartilhar: